top of page
  • Foto do escritorEtec de Ibitinga

QUEIMADAS NO PANTANAL

Atualizado: 31 de out. de 2020



DATA: 21/10/2020 - Atualmente tem sido percebido, e muito noticiado, o aumento significativo das queimadas no Pantanal:

O QUE É O PANTANAL?

O Pantanal é um bioma que está presente em 3 países da América do Sul, Brasil (nos estados da Região Centro-Oeste, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul), Bolívia e Paraguai. Mas o que é um bioma? É um conjunto de fauna e flora estável e desenvolvido, adaptado às condições ecológicas de uma determinada região, e geralmente caracterizado por um tipo principal de vegetação.

No caso do Pantanal, sua principal característica é a sua planície alagada (a maior em área contínua do mundo, com 140 mil km², só no Brasil) cercada por elevados planaltos, que são nascentes de diversos rios, o que favorece sua inundação, também temos sua vegetação diversificada, com espécies dos biomas do Cerrado, da Caatinga e da Floresta Tropical.

O QUE PROVOVA AS QUEIMADAS?

Temos 3 principais fatores que levam as queimadas e seu aumento:

• 1) o principal deles, ação humana, intencional/criminosa (uso do fogo para a limpeza de terrenos e controle de pragas em plantações) ou acidental (cigarro, fogo descontrolado, etc.);

• 2) o aumento das atividades agropecuárias (com o incremento da economia agrícola e pecuária nos últimos tempos, é comum a prática da queimada para o desmatamento de áreas naturais preservadas e subsequente criação de áreas de criação de animais ou plantio);

• 3) o clima tropical aliado ao tempo seco (houve um perceptível diminuição na quantidade de chuva (que por sua vez esta ligado ao desmatamento de outra região, a Amazônica) e portanto diminuição da umidade, associados a períodos de seca mais severos e o aumento da temperatura na região);

O QUE AS QUEIMADAS PODEM CAUSAR?

Flora: A vegetação pantaneira é a primeira a ser atingida com as queimadas, além da perda de espécimes, temos o empobrecimento do solo, o que retarda o reflorestamento das áreas afetadas, e que altera também o ciclo das água (diminuição das chuvas, alteração nos processos de cheia e vazão), o que piora ainda mais as condições climáticas de temperatura e seca.

Fauna: O bioma do Pantanal tem uma das mais diversas biodiversidades do Brasil, onças, capivaras, tuiuiús, araras, jacarés, tatus, sucuris e tamanduás são alguns dos exemplos, além de uma infinidade de outras espécies raras que já sofrem habitualmente com a caça e a pesca predatória, são ainda mais prejudicadas pelas queimadas.

Os animais que não morrem por ação direta do fogo, podem acabar morrendo depois, uma vez que são expulsos de seu habitat natural acabam sucumbindo ao cansaço e a fome, em um ambiente novo e hostil. As populações animais futuras também são atingidas, já que o fogo destrói também locais de alimentação, abrigo, repouso e reprodução.

• População: Os ribeirinhos são os primeiros a serem afetados, o fogo os obriga a se deslocarem, perdendo sua moradia e fonte de sustento. Porém, a queimada gera também aumento da poluição do ar com a liberação na atmosfera de gases do efeito estufa, que vão impactar na temperatura, alimentando o clima seco. Além de causar diversos problemas de saúde, não só na região pantaneira, mas também nas cidades próximas.

Além da fumaça liberada no ar, temos a chuva negra, as partículas de fumaça se juntam as gotículas de água nas nuvens e caem em forma de chuva escura, que também é prejudicial a saúde, uma vez que esta água desagua em rios que abastecem as cidades; e também contaminam os peixes que são o alimento da população da região, afetando a economia pesqueira.

Outro impacto importante está sobre a economia turística do Pantanal, por exemplo, o Parque Estadual Encontro das Águas (MT), tem a maior concentração de onças pintadas do planeta e atrai turistas de toda a parte, o local teve 85% de sua área destruída pelo fogo.

VOCÊ SABIA?

Que o estado de São Paulo tem sua versão do Pantanal dos estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, chamada de Pantanal Paulista ou Pantaninho, formada pela região alagada dos Rios Jacaré-Pepira e Jacará-Guaçu, que desembocam no Rio Tietê. Se trata de uma área de preservação ambiental, que está dentro do município de Ibitinga, muito próxima em características ao bioma do Pantanal, de difícil acesso e bem preservada por isso, mas que acabou também sendo atingida por queimadas neste mesmo período.


FONTES:

• Disponível em <https://brasilescola.uol.com.br/brasil/queimadas-no-pantanal.htm> Acesso em 20.out.2020;

162 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page