top of page
  • Foto do escritorEtec de Ibitinga

VALÊNCIA E REGRA DO OCTETO

Atualizado: 3 de mai. de 2021



DATA: 30/04/2021 - Os cientistas químicos Lewis e Kossel em sua busca, por uma explicação para a capacidade que os átomos, de determinados elementos químicos, tinham de se unirem e formarem novas substâncias, perceberam que é difícil encontrar elementos químicos isolados na natureza, como vemos na Tabela Periódica.

Não achamos facilmente átomos livres e isolados na natureza de Sódio (Na) e Cloro (Cl), porém, encontramos em abundância Sal (NaCl), que é formado pela união dos átomos de Sódio e Cloro, que se dá por meio de ligações químicas.

Cloreto de Sódio (Sal)

Contudo, existem raros elementos químicos que não realizavam ligações, e que portanto, são encontrados de forma isolada na natureza, sem se combinarem com outros elementos, são os chamados Gases Nobres (Grupo 18 da Tabela Periódica).

Grupo 18 - Gases Nobres

Outra coisa que perceberam foi que, quando as ligações entre os átomos dos elementos químicos são desfeitas é liberada uma determinada quantidade de energia.

Estas observações demonstravam que os elementos químicos eram mais estáveis quando estavam ligados uns aos outros do que quando estavam em sua forma isolada.

Os cientistas já sabiam que os elementos químicos de um mesmo Grupo da Tabela Periódica realizam sempre a mesma quantidade de ligações e a quantidade de ligações que cada elemento químico realizava, por exemplos, os átomos do Hidrogênio (H) realizavam apenas 1 (uma) ligação, os átomos de Oxigênio (O) realizavam 2 (duas) ligações, os de Nitrogênio (N) 3 (três) ligações e os de Carbono (C) 4 (quatro) ligações.

Contudo, eles acabaram descobrindo o que os Gases Nobres tinham de diferente dos demais elementos químicos, eles sempre possuíam em sua última camada eletrônica 8 (oito) elétrons (exceto o Hélio, que possui 2 (dois) elétrons em sua última camada).

Átomo de Neônio (Ne)

Tendo em mente o processo de Distribuição Eletrônica, que explica como os elétrons orbitam o núcleo de um átomo em camadas, e como este número total de elétrons se distribuem por estas camadas. Temos que a última camada de um elemento químico, que é ocupada por elétrons, ou seja a camada mais externa e distante do núcleo do átomo, recebeu o nome de Camada (ou Nível) de Valência, já os elétrons que estão nesta camada (e são portanto, os mais distantes do núcleo) passaram a ser chamados de Elétrons de Valência.

Temos então a Teoria Eletrônica de Valência, que diz que os átomos dos elementos tendem a fazer ligações químicas, ganhando, doando ou compartilhando elétrons com o objetivo de adquirirem a mesma configuração dos Gases Nobres, ou seja, ficarem com 8 (oito) elétrons na sua última camada (Regra do Octeto) (ou 2 (dois) elétrons quando possuírem apenas a primeira camada) e se tornarem elementos estáveis.

Átomo de Hélio (He)

Sendo assim a palavra Valência passou a ser usada para definir a capacidade (facilidade) de combinação do átomo de um elemento químico, ou ainda, à quantidade de ligações que ele deve fazer para se tornar estável. Sendo assim, o Hidrogênio, por realizar apenas 1 (uma) ligação é chamado de Monovalente, o Oxigênio, por fazer 2 (duas) ligações é chamado de Divalente, o Nitrogênio, que faz 3 (três) ligações, é chamado Trivalente e o Carbono (C), que faz 4 (quatro) ligações é chamado de Tetravalente.

Então tomemos como exemplo a Água, cuja molécula é formada pela ligação de 2 (dois) átomos de Hidrogênio (H) com 1 (um) átomo de Oxigênio. Temos a fórmula:

Óxido de Hidrogênio (Água)

O Hidrogênio, em seu estado fundamental, tem apenas 1 (uma) camada e com 1 (um) elétron nesta camada, portanto, segundo a Regra do Octeto, cada átomo de Hidrogênio precisa receber 1 (um) elétron para ficar estável, ou seja, para ficar com 2 (dois) elétrons em sua Camada de Valência, e assim ter a configuração do Hélio (He), um Gás Nobre.

Átomo de Hidrogênio (H)

O Oxigênio por sua vez possui um total de 8 (elétrons), formado por uma primeira camada com 2 (elétrons), e por uma outra camada, a sua última, contendo 6 (seis) elétrons, sendo assim ele precisa receber 2 elétrons para ficar estável, ou seja, para ficar com 8 (elétrons) em sua Camada de Valência, e ter uma configuração como o Neônio/Néon (Ne), outro Gás Nobre.


Átomo de Oxigênio (O)

Como os dois elementos químicos, H e O, precisam receber elétrons, não há como um doar e outro receber, então eles compartilham seus elétrons, criando uma ligação química entre eles, conforme a figura a seguir.

Molécula de Água

FONTES:

749 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page