top of page
  • Foto do escritorEtec de Ibitinga

PRONOME E VERBO

Atualizado: 1 de dez. de 2023



DATA: 15/03/2022 - Seguindo o estudo das Classes Gramaticais, dentro das Classes Variáveis, as quais vimos, Substantivo, Adjetivo, Artigo e Numeral, veremos então Pronome e Verbo


PRONOME

Pronome é como chamamos na Língua Portuguesa as palavras que podem substituir, modificar ou retomar um substantivo. Os pronomes podem ser divididos em 06 (seis) classes: Pessoais, Possessivos, Demonstrativos, Indefinidos, Interrogativos e Relativos.

1) Pronomes Pessoais

São os pronomes que se referem diretamente a uma pessoal gramatical. Podem ser:

a) Retos - são aqueles pronomes que adquirem função de sujeito, exemplos: Eu, Tu, Ele, Ela, Nós, Vós, Eles e Elas.

b) Oblíquos - são aqueles que adquirem função de complemento, exemplos: me, mim, comigo, te, ti, contigo, se, si, consigo, o, a, lhe, nos, conosco, vos, convosco, se, si, consigo, os, as, lhes.

c) de Tratamento - são aqueles que se referem a uma pessoa, exemplos: Você, Vossa Alteza, Vossa Excelência, Vossa Santidade, Vossa Senhoria, etc.

2) Pronomes Possessivos

São os pronomes que utilizamos para indicar relação de posse, podendo sofrer flexão de gênero (masculino e feminino) e número (singular e plural), exemplos: meu, minhas, meus, minhas, teu, tua, teus, tuas, seu, sua, seus, suas, nosso, nossa, nossos, nossas, vosso, vossa, vossos, vossas.

3) Pronomes Demonstrativos

São os pronomes que utilizamos para indicar uma posição, tanto no tempo (passado, presente e futuro) quanto no espaço (próximo ou distante). Podendo ser classificados como:

a) Variáveis - pronomes que sofrem variações de gênero (masculino e feminino) e número (singular e plural), exemplos: este, esta, estes, estas, esse, essa, esses, essas, aquele, aquela, aqueles e aquelas.

b) Invariáveis - pronomes que não sofrem alterações, exemplos: isto, isso e aquilo.

Alguns outros termos podem adquirir a função de pronomes demonstrativos:

• o, a, os, as - quando podem ser substituídos por isto, isso e aquilo, exemplo: Fizeram tudo o que queriam fazer. / Fizeram tudo aquilo que queriam fazer.

• tal, tais, semelhante - quando podem ser ser substituídos por este, esse e aquele, exemplo: Nunca ouvi tal som. / Nunca ouvi este som.

mesmo, próprio - quando utilizados para indicar reforço, exemplo: Eu mesma fiz este bolo.

4) Pronomes Indefinidos

São os pronomes que utilizamos quando não queremos especificar, sendo assim, quando queremos nos referir a qualquer elemento. Podendo ser classificados também como:

a) Variáveis - são os que tem variações de gênero (masculino e feminino) e número (singular e plural), exemplos: algum, alguma, alguns, algumas, nenhum, nenhuma, nenhuns, nenhumas, muito, muita, muitos, muitas, pouco, pouca, poucos, poucas, todo, toda, todos, todas, outro, outra, outros, outras, certo, certa, certos, certas, vário, vária, vários, várias, tanto, tanta, tantos, tantas, quanto, quanta, quantos, quantas, qualquer, quaisquer, qual, quais, um, uma, uns, umas.

b) Invariáveis - são os que não tem variações, exemplos: alguém, ninguém, tudo, nada, outrem, algo, cada.

5) Pronomes Interrogativos

São os pronomes que utilizamos quando queremos formular perguntas. Do mesmo modo, também podem ser classificados como:

a) Variáveis - são os que tem alterações quanto ao gênero (masculino e feminino) e ao número (singular e plural), exemplos: qual, quais, quanto, quantos, quanta, quantas. Exemplos: Quantos alunos estão na sala? / Quantas alunas estão na sala?

b) Invariáveis - são os que não tem alterações, exemplos: quem, que. Quem são os alunos que estão na sala? / Quem são as alunas que estão na sala?


6) Pronomes Relativos

São os pronomes que utilizamos quando desejamos nos referir a algum elemento que já foi citado anteriormente. Mais uma vez, se dividem em:

a) Variáveis - são os que tem mudanças de gênero (masculino e feminino) e número (singular e plural), exemplos: o qual, a qual, os quais, as quais, cujo, cuja, cujos, cujas, quanto, quanta, quantos, quantas. Exemplos: 1) A) Estas são as meninas. B) Os pais das meninas estão na sala de espera. A + B = Estas são as meninas cujos pais estão na sala de espera. 2) C) Estes são os meninos. D) As mães dos meninos estão na sala de espera. C + D = Estes são os meninos cujas mães estão na sala de espera.

b) Invariáveis - são os que não tem mudanças, exemplos: quem, que, onde. Exemplos: 1) A) Jorge saiu logo depois do café. B) Jorge lavou a louça. A + B = Jorge saiu logo depois do café; e foi quem lavou a louça. / 2) C) Joana saiu logo depois do café. D) Joana lavou a louça. C + D = Joana saiu logo depois do café; e foi quem lavou a louça.


VERBO

Os verbos são as palavras que utilizamos para indicar ações, acontecimentos e estados, que estão situados em alguma posição no tempo (passado, presente e futuro).

Os verbos são formados por 03 (três) elementos:

1) Radical - É a parte fundamental do verbo, que determina seu significado, exemplos: SOM + ar, ESTABELEC + er, SUBTRA + ir, etc.

2) Vogal Temática - É a vogal que se une ao Radical para receber as desinências, e formar as diferentes variações do verbo. A união entre Radical e Vogal Temática, chamamos na Língua Portuguesa, de Tema, assim sendo, Radical + Vogal Temática = Tema. Exemplos: sopr + A + r, chov + E + r, part + I + r, etc.

Mais a frente você verá que a Vogal Temática determina as Conjugações Verbais.

3) Desinência - É o elemento que se une ao radical para formar as alterações nos verbos, pode ser, a) modo-temporal, que marcam as mudanças no modo e no tempo, ou b) número-pessoal, que marcam as mudança no número e na pessoal.

Exemplos: Cantávamos - CANTA (tema) + VA (desinência modo-temporal, passado/pretérito do indicativo) + MOS (desinência número-pessoal, 1ª pessoa do plural), Venderei - VENDE (tema) + RE (desinência modo-temporal, futuro do modo indicativo), I (desinência número-pessoal, 1ª pessoa do singular), Dividamos - DIVID (tema) + A (desinência modo-temporal, presente do subjuntivo) + MOS (desinência número-pessoal, 1ª pessoa do plural).


FLEXÕES DO VERBO

Os verbos são pertencentes a classe gramatical de palavras que são variáveis, ou seja, apresentam alterações, as flexões, que podem ocorrer de acordo com:

1) Pessoa - a) 1ª Pessoa (Eu e Nós), b) 2ª Pessoa (Tu e Vós) e c) 3ª Pessoa (Ele, Ela, Eles e Elas).

2) Número - a) Singular e b) Plural, exemplos: Eu estudo Português (Singular) / Nós estudamos Português (Plural).

3) Tempo - a) Pretérito (Passado), b) Presente e c) Futuro.

4) Modo - a) Indicativo - quando há certeza, exemplo: Eu gosto de maçã. b) Subjuntivo - quando há dúvida, possibilidade, desejo, exemplo: Se eu gostasse de frutas, talvez tivesse uma saúde melhor. c) Imperativo - quando há uma ordem, pedido, conselho, exemplo: Comam mais frutas e legumes.

5) Voz - a) Ativa - quando o sujeito é o autor do verbo, exemplo: Eu não durmo muito. b) Passiva - quando o sujeito é quem sofre a ação do verbo, exemplos: O carro é dirigido pelo motorista. / Vendem-se casas. c) Reflexiva - quando o sujeito é quem realiza a ação e também quem sofre a ação, exemplo: Eles se abraçaram.

CONJUGAÇÃO VERBAL

A Conjugação Verbal é a variação que um verbo sofre de acordo com pessoas, números, tempos, modos e vozes. De acordo com suas terminações os verbos foram assim divididos:

1ª Conjugação - São os verbos terminados em AR, exemplos: andar, estar, amar, falar, etc.

2ª Conjugação - São os verbos terminados em ER e o verbo POR (e suas variantes), exemplos: ser, correr, ver, por, sobrepor, interpor, etc.

3ª Conjugação - São os verbos terminados em IR, exemplos: partir, sorrir, ferir, etc.


FORMAS NOMINAIS

Os verbos encontram-se em suas formas nominais (Infinitivo, Gerúndio e Particípio) quando não há um tempo (passado, presente ou futuro) ou um modo (indicativo, subjuntivo ou imperativo) determinados, ou ainda quando esses não estão desempenhando a função de verbo.

As Formas Nominais são:

1) Infinitivo - quando se refere ao verbo em si ou quando este tem função de substantivo, exemplos: É importante prestar atenção no professor. / Ouvir é melhor do que falar.

2) Gerúndio - quando a ação do verbo está em curso, ou quando este tem função de adjetivo ou advérbio, exemplos: Ele estava falando com os alunos. / Conversando, o tempo passa mais rápido.

3) Particípio - quando a ação do verbo está encerrada, ou quando este tem função de adjetivo, exemplos: Ele havia cortado a árvore. / O galho estava rachado.

Quando um verbo se une a outro verbo em sua forma nominal, ele recebe o nome de Verbo Auxiliar, veja nos exemplos, os verbos auxiliares destacados: Ele estava falando com os alunos. / Ele havia cortado a árvore.


CLASSSIFICAÇÃO DOS VERBOS

Os Verbos por sua vez podem ser também divididos de acordo com sua classificação:

1) Verbos Regulares - São os verbos que, quando ocorre a conjugação, a parte do seu radical não é alterada, exemplos: falar (radical = FAL, eu FALo, nós FALamos, eu FALava, nós FALavamos), dever (radical = DEV, ele DEVe, eles DEVem, ele DEVeu, eles DEVeram), partir (radical = PART, tu PARTes, vós PARTis, tu PARTirás, vós PARTireis), etc.

2) Verbos Irregulares - São os verbos que, quando ocorre a conjugação, a parte do seu radical é alterada, exemplos: caber (radical = CAB, ele CABe, eles CABem, ele COUBe, eles COUBeram), medir (radical = MED, tu MEDes, vós MEDis, tu MEÇas, vós MEÇais), etc.

3) Verbos anômalos - São verbos irregulares, que em suas conjugações, sofrem alterações muito drásticas, exemplos: ser (eu SOU, ele É), ir (eu FUI, nós FOMOS), etc.

4) Verbos Defectivos - São os verbos que não são possuem todas as flexões possíveis. Eles são divididos em:

a) Impessoais - São, em sua maioria, aqueles verbos que se referem a fenômenos da natureza, geralmente a frase não apresenta o sujeito da ação, exemplos: chover, nevar, garoar, etc.

b) Unipessoais - São os verbos que se referem as vozes e as ações dos animais, exemplos: latir, galopar, miar, mugir, etc.

c) Pessoais - São os verbos que, diferente dos impessoais, apresentam o sujeito da ação, porém não são conjugados em todas as pessoas, ou por conta da pronúncia ou para evitar confusões, exemplos: banir, falir, colorir, reaver.

5) Verbos Abundantes - São os verbos que aceitam duas ou mais formas em suas conjugações, é comum que isto ocorra na forma nominal do particípio, exemplos: ganhado e ganho, eleito e elegido, etc.

TEMPOS E MODOS VERBAIS

Os tempos verbais (presente, pretérito/passado e futuro) junto dos modos verbais (indicativo, subjuntivo e imperativo) nos dizem quando uma ação (estado ou fenômeno) ocorreu e de que modo ocorreu.

1) Presente do Indicativo - Indica uma ação atual, regular ou permanente, ex.: Eu como arroz e feijão todos os dias.

2) Pretérito Perfeito do Indicativo - Indica uma ação concluída no passado, ex.: Eu comi macarrão no último Domingo.

3) Pretérito Imperfeito do Indicativo - Indica uma ação ainda não concluída no passado, ex.: Antes eu não comia verduras.

4) Pretérito Mais-Que-Perfeito do Indicativo - Indica uma ação que é anterior a uma outra ação que já foi concluída no passado, ex.: Quando saí para a escola pela manhã, eu tomara todo o café.

5) Futuro do Presente do Indicativo - Indica uma ação que irá se concretizar no futuro, ex.: Eu comerei todo meu lanche amanhã.

6) Futuro do Pretérito do Indicativo - Indica uma ação que irá ocorrer no futuro em relação a uma outra ação já concluída, ex.: Eu comeria mais se tivesse havido tempo.

7) Presente do Subjuntivo - Indica uma ação atual, mas que é incerta, ex.: Que eles comam toda a comida do prato.

8) Pretérito Imperfeito do Subjuntivo - Indica uma ação do passado que depende de outra ação, também do passado, para se concretizar, ex.: Se eles tivessem comido no almoço não estariam famintos no período da tarde.

9) Futuro do Subjuntivo - Indica uma ação que irá se concretizar no futuro, dependendo de uma ação que ocorrerá também no futuro, ex.: Quando eles comerem alimentos saudáveis não terão mais tantos problemas.

10) Imperativo - Indica uma ordem no presente, que pode ser tanto positiva (Imperativo Afirmativo) quanto negativa (Imperativo Negativo), ex.: Coma tudo, mas não coma depressa!


FONTES:

• <https://www.todamateria.com.br/pronomes/> acesso em 19.abr.2021;

3.116 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page